sexta-feira, 30 de junho de 2017

30 de junho dia de GREVE GERAL: nossa luta é permanente até a vitória do proletariado

Elson de Melo
Sexta, 30 de junho de 2017

Camaradas do PSOL Amazonas,

É evidente que ficamos cabisbaixos quando sofremos uma derrota, seja por conta do nosso fracasso, ou por uma decisão monocrática de um Juiz (caso suspensão da eleição suplementar). Ainda bem que a nossa reação é assim, isso mostra que somos humanos e sensíveis a tudo que pretende embrutecer a sociedade, nesse momento precisamos olhar para os nossos camaradas, chama-los para uma reflexão sobre os caminhos a percorrer para, em seguida dar as mãos e seguir a caminhada ombro a ombro, na busca da felicidade.

Para ajudar na nossa reflexão, recorro ao grande revolucionário chinês Mao Tsé-Tung, que não desanimava nunca com as derrotas e sempre com muito entusiasmo afirmava:

“Lutar, falhar, lutar novamente, falhar novamente...até a vitória. Essa é a lógica do povo”.

Mao quando fez essa afirmação, contava para fazer a revolução em uma china com mais de 400 milhões de habitantes, com apenas 400 homens, eram mineiros, camponeses e desertores do partido nacionalista, mas Mao seguia afirmando que:

“Na guerra, as armas são um fator importante, mas não decisivo; as pessoas, não as coisas, é que são decisivas.”.

Mao Tsé-Tung, tinha na sua mente a orientação filosófica de Mencius, filosofo chinês do século IV a.C. que afirmava:

“Quando o Céu está prestes a confiar uma grande missão a um homem, primeiramente exercita sua mente com o sofrimento, e seus nervos e ossos com a fadiga. Expõe seu corpo à fome e o sujeita à extrema miséria. Confunde suas tarefas. Dessa maneira, estimula seus espirito, fortalece sua natureza e supre suas deficiências.”.
 
Para finalizar, chamo ao debate o camarada Vladimir Ilyich Ulyanov nosso popular Lenin que afirma categoricamente:

 "A verdade é sempre revolucionária".

Essa frase parece simplória, mas é de uma profundeza ética e política que todo militante das causas sociais, deve observar sempre. Para Lenin, nós lutadores/as social, precisamos estar em constante reflexão sobre a nossa pratica, estudando as nossa estratégicas, planejando e avaliando as nossas ações, para isso é preciso estudar que segundo Lenin:

 “Não há prática revolucionária sem teoria revolucionária e vice-versa".

Finalizo essa reflexão, chamando tod@s @s camaradas se manterem firme nas frentes de batalhas, sempre atentos aos acontecimentos e entendendo que a nossa missão é transformar essa sociedade injusta para, uma sociedade igual para toda nossa civilização, acho pouco, mas tudo vai depender da nossa dedicação e esforço.

Abraços.

O proletariado vencerá!
Viva o Socialismo!

Elson de Melo é militante do PSOL Amazonas

Nenhum comentário:

Postar um comentário