quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A Juventude no comando das mudanças

Imagem: Levante Popular da Juventude
Cansados de promessas não cumpridas, de desculpas esfarrapadas e de tanto ser humilhado, a população brasileira tomou em junho as ruas para protestar contra tudo que está errado. No Amazonas mais 100 mil pessoas protagonizaram o maior Ato Publico da história da cidade de Manaus. 

A juventude com sua rebeldia peculiar, assume o comando das mudanças e empolgaram homens e mulheres de todas as idades a se manifestarem contra as falsas promessas, contra o aumento absurdo das passagens dos ônibus urbanos, contra a inercia do Governo e do Congresso Nacional que num conluio midiático, empurram com a barriga as demandas sociais que o povo reclama.

Os Partidos políticos, o Movimento Sindical e todas as Entidades que se acham representantes da sociedade civil, foram surpreendidos com a fúria rebelde dos manifestantes.

Essa juventude que está nas ruas, é a geração mais nova de todos os tempos que se apresenta como protagonista de uma agenda positiva de mudanças. Quando o PT chegou ao Governo essa população Juvenil tinha apenas 5 (cinco) anos, certamente muitos deles acompanharam seus pais as urnas para votar no como fez o meu filho. Dentro da sua percepção, a Juventude condena a politica tradicional e corrupta que impera no Brasil há séculos, desafia o governo que até o mês de maio era o mais bem avaliado pelos institutos de pesquisas eleitorais, desnuda esse governo e mostra que a Presidente Dilma além de não ter a hegemonia de sua propalada base aliada, escancara a cara autoritária, arrogantes e ao mesmo tempo submissos a grupos econômicos uma legião de Governadores e Prefeitos.

O sentimento de igualdade, solidariedade e liberdade, está presente em todas as manifestações, na esteira das percepções está a necessidade de politicas publicas para educação, saúde, mobilidade urbana, reforma agraria, habitação, segurança publica, gestão publica responsável, fim da corrupção, reforma politica...

 As manifestações anteciparam o calendário eleitoral, hoje existe nos bastidores da politica, uma verdadeira guerra entre políticos tradicionais, disputando a cotoveladas, pernadas pontapés e rabo de arraia, a indicação dentro dos seus partidos para os principais cargos politico da Republica e nos Estados.

Na nossa modesta percepção, a eleição 2014 está em aberto e terá sucesso o agrupamento politico que conseguir entender os anseios da juventude e das mulheres! Esses dois seguimentos da sociedade, são o símbolo da rebeldia contemporânea.


Elson de Melo

domingo, 11 de agosto de 2013

Dia dos Pais: homenagem ao meu pai Raimundo de Lima Pinto

Na foto: Elson, Gilson, Adilson. Ironilson e o nosso pai Raimundo Lima
MEU PAI FAZ HISTORIA!

Comunidade Novo Amazonas
Município de Urucurituba
Nesse lugar majestoso...
Raimundo Lima faz historia!

Quando jovem cortou lenha, para o vapor navegar.
Casou com a nossa mãe Elzira Melo, mulher de fibra e gloria
Plantou juta, plantou roça, colheu castanha fez pomar.
Homem justo e solidário, não faltava a Puxirum.
Se os amigos dele precisam, está pronto para ajudar!  

De tudo conhece um pouco, faz casa, é mecânico,
Carpinteiro, calafate, padeiro...
Construiu forno de barro
Lavrou, aparelhou madeira e construiu sua Casa seu Lar!

Na várzea plantou cacau, criou gado, fez curral.
Na terra firme fez arrozal
Organizou cooperativa, colônia e comunidade rural.
Foi catequista, acolito e celebrador carismático!

Líder nato e persistente, um lutador consciente.
Raimundo de Lima Pinto não desiste e não se rende
Desafiou e venceu a enfermidade
Deixando-nos todos contentes
É um lutador valente!

Raimundo Lima é meu Pai
Amigo de toda gente
Nesse dia dos pais
Declaro solenemente...
Pai, te amo eternamente!

Feliz Dia dos Pais!

Elson de Melo

P.S. Não estão na foto os irmãos: Edson, Jackson, Dinison, Fátima e Tereza(falecida)

quinta-feira, 1 de agosto de 2013

É hora de tomar partido: Bem vindos ao PSOL!

Camaradas,

Bem vindos ao PSOL!

Parabéns por tomarem partido e filiarem-se no Partido Socialismo e Liberdade PSOL, compartilhamos com todos nossa alegria em acolhê-los e juntos fortalecermos a trincheira da esperança, da prosperidade e da luta por um Brasil justo, igualitário e solidário, onde todos sejam realmente felizes.

As ultimas manifestações do povo brasileiro nas ruas, marca um novo período para a politica ultrapassada e caduca que impera em nosso país, o grande ato Nacional do dia 20 de junho, mostrou um grande rendilhado de pessoas que tomaram as ruas empunhando seus cartazes em busca de respostas para as velhas demandas que assolam nosso povo há séculos. Uma grande parte desses imenso rendilhado era formado por jovens entre 15 a 16 anos.

A mocidade que está nas ruas protestando por direitos e cobrando atitudes positivas de políticos e partidos políticos, precisam ser acolhidas pelo PSOL cuja origem é o rompimento em 2003 com a politica entreguista do desses governos do PT que se sucedem há mais de dez anos.

Embora organizado dentro de uma estrutura partidária também caduca, o PSOL não só denuncia essa forma escrota de fazer politica como luta incansavelmente por uma nova ordem politica e social para o nosso Brasil.

Quando o PSOL foi fundado, essa mocidade que avança nas ruas, tinham apenas 5 anos de vida, nosso partido está com dez anos de fundação, estruturasse através de núcleos de bases, diretórios municipais, diretórios estaduais, diretório distritais, zonais e o diretório Nacional, temos ainda as setoriais que atuam no âmbito das secretárias de movimentos sociais, essa forma de organização, permite que todos os membros do partido tenham participação direta nas politicas definidas coletivamente pelo PSOL e sejam realmente protagonistas de uma nova politica.

Dessa forma, entendemos que só é possível construirmos um projeto alternativo a tudo que existe na politica Nacional e local, se as pessoas comprometidas com a ética, decência e dignidade, aceitem o desafio da construção de um modelo social e econômico que privilegie a maioria e resgate do abismo social todos os filhos e filhas da miséria, que sofrem com a falta de politicas publicas que atendam suas necessidades básicas.

Para que todos os camaradas entendam nasceu o PSOL, estou enviando (anexo) o Artigo do Bacharel em Ciência Politica da UnB e Servidos publico Federal Flavio Sposto Pompêu, intituçado “A Origem do PSOL”, boa leitura e vamos a luta!

Para ler o Artigo, clique em: "A Origem do PSOL"

Elson de Melo
Secretário de Assuntos Amazônico – PSOL/AM