quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Ecossocialismo: Amazônia Tecnologias Sociais e prosperidade


Elson de Melo*
Quarta, 08 de agosto de 2018

Começo este texto que abre a coluna que leva a minha assinatura no site “O imparcial do Amazonas”, citando os pilares das campanhas politicas do saudoso Senador Evandro Carreira “peixe e várzea contra a fome”.

O sonho do Senador era ver a nossa Amazônia produzindo proteína para alimentar o mundo!

Para corroborar com esse sonho, ele escreveu a coletânea “Recado Amazônico” e um dos mais importantes escritos para atualidade o livro, “Amazônia - Usina de Alimentos para o Terceiro Milênio “.

As obras do Senador Evandro, não são simples registros literários, são ensinamentos políticos, preocupação com a população ribeirinha da Região, com os caboclos, os índios, a economia, a ecologia, água, e, principalmente a preocupação com as vocações econômicas e sociais da Região Amazônica, sua biodiversidade e territórios.

Evandro foi um ‘amazônida ecossocialista’ visionário que estudou a complexidade do Bioma Amazônico com profundidade, mas pregou no deserto conforme afirmou em artigo o Senador Jefferson Peres.

Evandro defende que o território Amazônico seja inventariado antes que qualquer outra ação do homem seja tomada em relação as suas riquezas naturais.

Como tecnologia social, o Senador defende as Cooperativas Varzeanas para organizar, promover a produção coletiva e comercialização de gêneros de cíclicos curtos, como hortaliças, grãos e a piscicultura em gaiolas ou através do manejo correto dos lagos evitando a pesca predatória.

Para Evandro Carreira, “a floresta amazônica deverá ser o ciclópico divã psicanalítico da espécie humana, onde ela se deitará para repensar e analisar todos os conflitos de seu destino cósmico”.

Assim, a prosperidade do povo ribeirinho, do caboclo, dos índios na Amazônia, está na sobrevivência da floresta em pé, caso contrario, se a devastação for efetivada, é essa população que sofrerá todos os impactos negativos do tão propalado “desenvolvimento”.

Para evitar que a barbárie da devastação aconteça, será preciso que essas populações, recorram a tecnologia social para garantir a sua qualidade de vida e a prosperidade do território e das futuras gerações. O Ecossocialismo é uma das filosofias que ajuda garantir a unidade social dos povos em favor do desenvolvimento humano e da felicidade plena.

*Elson de Melo, é sindicalista e militante do PSOL.      


Nenhum comentário:

Postar um comentário