quarta-feira, 14 de agosto de 2013

A Juventude no comando das mudanças

Imagem: Levante Popular da Juventude
Cansados de promessas não cumpridas, de desculpas esfarrapadas e de tanto ser humilhado, a população brasileira tomou em junho as ruas para protestar contra tudo que está errado. No Amazonas mais 100 mil pessoas protagonizaram o maior Ato Publico da história da cidade de Manaus. 

A juventude com sua rebeldia peculiar, assume o comando das mudanças e empolgaram homens e mulheres de todas as idades a se manifestarem contra as falsas promessas, contra o aumento absurdo das passagens dos ônibus urbanos, contra a inercia do Governo e do Congresso Nacional que num conluio midiático, empurram com a barriga as demandas sociais que o povo reclama.

Os Partidos políticos, o Movimento Sindical e todas as Entidades que se acham representantes da sociedade civil, foram surpreendidos com a fúria rebelde dos manifestantes.

Essa juventude que está nas ruas, é a geração mais nova de todos os tempos que se apresenta como protagonista de uma agenda positiva de mudanças. Quando o PT chegou ao Governo essa população Juvenil tinha apenas 5 (cinco) anos, certamente muitos deles acompanharam seus pais as urnas para votar no como fez o meu filho. Dentro da sua percepção, a Juventude condena a politica tradicional e corrupta que impera no Brasil há séculos, desafia o governo que até o mês de maio era o mais bem avaliado pelos institutos de pesquisas eleitorais, desnuda esse governo e mostra que a Presidente Dilma além de não ter a hegemonia de sua propalada base aliada, escancara a cara autoritária, arrogantes e ao mesmo tempo submissos a grupos econômicos uma legião de Governadores e Prefeitos.

O sentimento de igualdade, solidariedade e liberdade, está presente em todas as manifestações, na esteira das percepções está a necessidade de politicas publicas para educação, saúde, mobilidade urbana, reforma agraria, habitação, segurança publica, gestão publica responsável, fim da corrupção, reforma politica...

 As manifestações anteciparam o calendário eleitoral, hoje existe nos bastidores da politica, uma verdadeira guerra entre políticos tradicionais, disputando a cotoveladas, pernadas pontapés e rabo de arraia, a indicação dentro dos seus partidos para os principais cargos politico da Republica e nos Estados.

Na nossa modesta percepção, a eleição 2014 está em aberto e terá sucesso o agrupamento politico que conseguir entender os anseios da juventude e das mulheres! Esses dois seguimentos da sociedade, são o símbolo da rebeldia contemporânea.


Elson de Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário