quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tragédia: Atirador mata 12 crianças em escola no Rio de Janeiro

Atirador dispara contra alunos e deixa 13 mortos - 10 meninas, dois meninos e o próprio atirador na Escola Municipal Tasso da Silveira, em Realengo, na zona oeste do Rio de Janeiro. Dos 12 estudantes mortos, dez já foram identificados..

O atirador é Wellington Menezes de Oliveira tinha 23 anos e era ex-aluno da escola, ele entrou na escola por volta das 8:00h e disparou contra os alunos. A Policia Militar cercou o local com dez carros. O Corpo de Bombeiros encaminhou seis ambulâncias ao local para atender os feridos, que foram encaminhados para hospitais da região. Wellington atirou mais de 50 vezes. 11 crianças foram mortas e pelo menos 18 ficaram feridas. O autor dos disparos cometeu suicídio no local.

Para Refletir

Não basta nos perguntar o porque da tragédia, é preciso atitude positiva no combate a violência, seja qual for a sua form, nossa autoridades certamente serão dissimulados nos seus gestos aparente, possivelmente vão chorar, decretar luto, ou mesmo comparecer aos velórios, infelizmente não passará disso, passado a exposição na mídia, tudo será como antes no quartel de abrandes!

As escolas vão continuar sem o mínimo de segurança, com um currículo escolar voltado para formar mediócres pessoas, sem esperança do dia de amanhã e com recalques que mais tarde levará ao desvio de caráter.

Nossas escolas não passam de deposito para crianças, a condição social dos pais, não está na pauta do dia dos governantes, muito menos na prioridade do poder publico, basta ver o que os Governadores tentaram fazer com o Piso Salarial dos Professores, e o salário mínimo de miséria que os pais terão que administrar para criar seus filhos. É esse o governo que se limita a chorar as tragédias e prestar homenagens póstuma as suas vitimas. Pura demagogia!

Nossa esperança é sempre a cultura da paz, a solidariedade, o combate as desigualdades e as injustiças, assim, apresentamos os votos de pesar aos pais, parentes e amigos das vitimas fatais, além de desejarmos a imediata recuperação dos feridos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário