sábado, 23 de abril de 2011

Testamento de um Judas

Há oito anos passados
Um sapo virou rei
De uma herança maldita
Ao mensalão ele se fez

Passado todo esse tempo
Não sofreu oposição
Sua maior proeza
Foi aumentar a riqueza na conta do patrão.

Agora em tempos de páscoa
Venho dividir a riqueza
Deixo pra Dilma a Presidência
E pro Sarney a decência...

Para os pobres deixo a bolsa família
Para os banqueiros os juros em dólar
Compenso o Genoino
Com a defeza na cola do Jobim

Das coisas que inventei
Deixo a manteiga e os Juros
Na conta dos aloprados
Um dossiê de apuros

Aos aposentados deixo um fator
Para nunca mais esquecerem
Que no meu governo o pobre
Só farofa é que ele come

Ao PCdoB deixo a copa
Pra tapioca esquentar
E um chope bem gelado
Pra Senadoras Vanessa degustar!

Para o Artur deixo a banana
Pra Heloisa Helena o Limão
Ao Heráclito um abraço forte
E pro Mão Santa a solidão.

Para não ficar na pendência
Reabilito o Zé Dirceu
Da mesma forma o Delúbio
E o Silvinho deixo pra noutra vêz!

Ao Serra dou um conselho
Deixa pro Aécio agora a vêz
Pois o Cassab já é nosso
Junto com ele vem mais de cem

Da rapadura eu Fuji
Do feijão com arroz já escapei
Agora é charuto, caviar e Whisky
Cachaça nunca mais, nem pensar!
Isso é verdade...Não sei.

Nunca antes nesse país
Um presidente esqueceu tanto
Das coisas que aconteciam
Nas barbas e nos seus quantos!
Nunca soube nunca viu, pra não perder o encanto.

Agora deixa eu falar:
Se liga Fernando Henrique
Paguei a divida externa
Agora Vaz me pagar!

Se duas vezes me ganhastes
Outras duas eu ganhei dos teus
Agora com Dilma em campo
Perde eu, perde você

Pra finalizar esse testamento
Quero a todos declarar
Que a Dilma é a minha cara
E o Zé Dirceu nosso cú...elho

Desse governo quero a fiança
Para bancar minhas palestras
Pra engordar a riqueza
E enganar a pobreza.

Seja qual for seu julgamento
Não adianta reclamar
Hoje estou de fora
Amanhã eu quero voltar
Te cuida Dilma, pios posso ainda reencarna.

*Qualqer semelhança com a imagem abaixo é apenas conicidencia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário