segunda-feira, 3 de maio de 2010

A questão social

Fundação Lauro Campos - Socialismo e Liberdade
Para inserir ou remover o seu e-mail
Desprivatizar o Governo
Paulo Passarinho
A decisão do Banco Central não surpreendeu, apesar de revoltante.A própria Ata da última reunião do Comitê de Política Monetária do Banco Central já havia deixado claro que nesta reunião de abril a taxa Selic seria elevada, mais uma vez.Há semanas, assistimos a uma torrente de informações que nos dão conta de um ritmo de crescimento da atividade econômica, em diferentes setores da indústria e do comércio, interpretado como um sinal de aquecimento da economia acima do desejável. Essa é a visão amplamente difundida, como uma verdade absoluta, pelos analistas e comentaristas das grandes redes de comunicação, com o suporte de economistas afinados com a política defendida pelo próprio Banco Central.
Emblemas da degradação
Léo Lince
A notícia, quando saiu nos jornais em meados de março, provocou o impacto de uma pluma caindo sobre o carpete. Ninguém disse nada, nenhum dos analistas usuais de nossa vida política teceu qualquer comentário. Logo, página virada, a gravidade do fato noticiado ganhou a consistência fantasmagórica do inaveriguável. E agora lateja sob o manto do silêncio.
STF garante impunidade de torturadores
Fundação Lauro Campos
Às vésperas do julgamento em que o STF teve que se pronunciar sobre a aplicação da Lei de Anistia aos crimes de tortura, assassinato e desaparecimento praticados pelos agentes da ditadura civil-militar, o Dr.Luís Fernando Camargo de Barros Vidal, presidente da Associação Juízes Para a Democracia, disse que "a possibilidade de julgamento dos criminosos da ditadura militar é um elemento necessário para o encerramento de um ciclo de nossa história desde a perspectiva do estado de direito e da legitimidade democrática".
Fundamentalismo e política na atualidade
Tariq Ali
Em outubro de 2003, Tariq Ali participou no Rio de Janeiro do encontro internacional denominado Estados Gerais da Psicanálise. Pronunciou, então, uma conferência sobre as relações entre o fundamentalismo e a política no mundo atual. "Acho que devemos começar a falar sobre uma palavra muito usada nos últimos anos: fundamentalismo. Uma palavra que começa com "F"; e vou agora ligá-la a outra palavra, que é também usada ou que tem sido usada através dos séculos, que é a palavra fanatismo" - introduziu o conceituado escritor paquistanês..
MST propõe aliança com a cidade por uma agricultura sustentável
Vinicius Konchinski
João Pedro Stédele
Há cerca de 30 anos, o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) começou a se organizar nacionalmente com um propósito: promover a reforma agrária no Brasil. Os anos passaram, o movimento se consolidou, milhares de militantes foram assentados, e o foco de atenção do MST se ampliou.
Quem defende bloqueio não é anticubano, diz Yoani
Salim Lamrani
A blogueira Yoani Sánchez é a nova personalidade da oposição cubana. Desde a criação de seu blog, Generación Y, em 2007, obteve inúmeros prêmios internacionais: o prêmio de Jornalismo Ortega y Gasset (2008), o prêmio Bitacoras.com (2008), o prêmio The Bob's (2008), o prêmio Maria Moors Cabot (2008) da prestigiada universidade norte-americana de Colúmbia. Do mesmo modo, a blogueira foi escolhida como uma das 100 personalidades mais influentes do mundo pela revista Time (2008), em companhia de George W. Bush, Hu Jintao e do Dalai Lama.
O desemprego sem saída
Ernesto Montero Acuña
Com o crescente desemprego atual, será impensável uma solução acertada para a crise econômica, por sua própria natureza, principalmente nos países industrializados. Em inícios de 2010, o número de desempregados no mundo se incrementara em 34 milhões com relação a 2007, apesar dos meios de difusão e das instituições financeiras divulgarem o suposto declínio da crise.
A questão social
Ignacio Ramonet
Sob o lema "Alto à miséria!", a União Europeia (UE) declarou 2010 "Ano da pobreza e da exclusão social". É que já há, na Europa dos Vinte e Sete, uns 85 milhões de pobres... Um europeu em cada seis sobrevive na penúria. E a situação continua a degradar-se à medida que se estende a onda expansiva da crise. A questão social volta a colocar-se no cerne do debate. A ira popular manifesta-se contra os planos de austeridade na Grécia, Portugal, Espanha, Irlanda, etc.
Nasce um novo movimento climático na Bolívia
Naomi Klein
A cúpula climática na Bolívia teve seus momentos de alegria, leveza e absurdos. No fundo, porém, sente-se a emoção que esse encontro provocou: a raiva diante da impotência. A Bolívia está em meio a uma dramática transformação política, que nacionalizou indústrias e elevou como nunca as vozes indígenas. Mas suas geleiras andinas estão derretendo numa velocidade alarmante, ameaçando o fornecimento de água em duas de suas principais cidades. Os bolivianos não podem mudar seu destino por si mesmos.
Vietnã: há 35 anos da derrota dos Estados Unidos
Luis Manuel Arce
Faz 35 anos, em 30 de abril de 1975, os tanques das Forças Armadas Populares de Libertação do Vietnã penetraram nos muros exteriores do antigo Palácio Presidencial de Saigon e seus combatentes içaram as bandeiras vitoriosas do Governo Revolucionário Provisório e da Frente Nacional de Libertação. A guerra e a ocupação militar e política dos Estados Unidos terminaram nesse dia, definitivamente.

Nenhum comentário:

Postar um comentário