sábado, 24 de abril de 2010

A SAIDA É PELA ESQUERDA


ESQUERDA SOCIALISTA NO AMAZONAS
O que fazer?
Por – Élson de Melo
- 23/04/2010.

A Esquerda Socialista não governamental, no Amazonas representado pelos Partidos PSOL, PSTU e PCB, parece que vão caminhar novamente separados. A impressão que os desavisados têm é que falta humildade ou é pura vaidade.

Na verdade essa pratica é um avanço no movimento socialista contemporâneo, por longo período os socialistas eram adeptos do Partido Único. Os articulistas do capital condenavam ferozmente esse comportamento. Hoje esses mesmos abutres, destilam seu veneno quando saímos separadamente nos pleitos eleitorais.

Na realidade, o que nos leva a sairmos pulverizados nesses eventos, são fatores relevantes quanto a táticas conjunturais, e isso não é privilegio nosso. Os Partidos burgueses como: PT, PSDB, PMDB... Convive com esse mesmo dilema, a diferença que entre eles as controvérsias são resolvidas pelo dinheiro ou por imposição dos seus Cardeais.

O que acho razoável nessa conjuntura é que independente de sairmos separadamente, a esquerda tem uma tarefa relevante para comunicar ao povo amazonense. Ou seja, incluir na agenda do Estado a Prosperidade como fator de distribuição das riquezas que produzimos. A prosperidade que defendemos para todo o povo está constituída de Escola de qualidade, Saúde plena, Habitação, Terra legalizada, Alimentação sadia, Segurança pública, Logística para o setor primário, Emprego e Renda.

As candidaturas postas pelos Partidos da oligarquia local, representam o que há de mais perverso para o desenvolvimento social e econômico do nosso povo. O principal interesse desse grupo que digladiam entre eles é abocanhar o maior e único orçamento que o Amazonas terá nos próximos quatro anos.

A infra-estrutura exigida para a realização da Copa de 2014 aqui em Manaus, vai por um lado impulsionar a oferta de emprego na cidade, por outro lado, o interior corre serio risco de experimenta os quatros piores anos de sua historia, como vem acontecendo a mais de quarenta anos.

Somente a esquerda socialista saberá transformar esse momento especial para a economia local em Prosperidade para todos os Amazonenses. As candidaturas dos partidos da oligarquia, na verdade, vão aumentar sua fortuna à custa do erário público.

Dentro dessa visão conjuntural, entendo que a esquerda socialista, busque pactuar com os trabalhadores amazonenses três grandes eixos de ação para vencermos essa eleição. Que são: 1º - Defesa intransigente do modelo Zona Franca de Manaus. 2º - Produção de alimentos orgânicos de origem vegetal, animal e pescado em larga escala. 3º - Dinamizar os recursos orçamentários da Copa 2014, visando a garantir emprego de qualidade para os trabalhadores, dentro de uma política que combine melhores salários e combate a precarização da mão de obra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário